Artigos

Devoção da Igreja - Setembro

“Antes de tudo, sabei que nenhuma profecia da Escritura é de interpretação pessoal. Porque jamais uma profecia foi proferida por efeito de uma vontade humana. Homens inspirados pelo Espírito Santo falaram da parte de Deus” (2 Pd 1,20-21).

 

O mês de setembro é especialmente lembrado na Igreja como mês da Bíblia. Isso se deve ao fato de que a Sagrada Escritura é a palavra de Deus e que no mês de setembro celebramos São Jerônimo (dia 30), responsável pela tradução dos textos hebraico e grego para o latim e da divisão da Bíblia como conhecemos hoje: em capítulos e versículos. Esse trabalho consumiu 35 anos de sua vida.

Uma das frases de Jesus no episódio da tentação no deserto dá mostras de quão importante é a Palavra: “O homem não vive só de pão, mas de tudo o que sai da boca do Senhor” (Dt 8,3c).

Como não nos comovermos ao “ouvir” o próprio Deus falar? Isso é a Sagrada Escritura! É Deus que nos fala!

E como ler a Bíblia? Abrindo-a ao acaso? Como sorte? Claro que não! Isso seria desrespeitoso com o próprio autor. Ele pensou cada palavra e quer que toda ela seja adequadamente saboreada. No vídeo do professor Felipe Aquino ou no texto da Canção Nova podemos entender os critérios que nos ajudarão verdadeiramente a viver a Palavra em nossa vida por meio da leitura correta, inclusive pelo método cristão da leitura orante (lectio divina).

Recomendo atenção para que você não esteja usando uma bíblia não católica (distribuída em hotéis, por exemplo). Essas outras bíblias são muito diferentes, faltam diversos trechos e há traduções dúbias. Cuidado!

Aproveite esse mês para presentear alguém ou alguma família com uma Bíblia. Esse mês todas as livrarias católicas vendem bíblias com grande desconto.

 

Mês da Bíblia – Prof. Felipe Aquino

https://www.youtube.com/watch?v=ycg_HKHitlg

https://formacao.cancaonova.com/liturgia/catequese-liturgica/por-que-dedicar-um-mes-a-biblia/

http://www.comshalom.org/como-fazer-a-lectio-divina/

https://blog.cancaonova.com/tododemaria/quais-sao-os-quatro-passos-da-lectio-divina/

 

Colaborador PASCOM: Seiti

Relacionados por tags

  • Como estamos em um processo de matrículas resolvemos elencar algumas questões que suscitam algumas dúvidas àqueles que pleiteiam entrar na catequese, esperamos que os tópicos abaixo os ajudem:

    1. Batismo
    Tudo indica que a origem dos padrinhos de Batismo existe desde os primeiros tempos da Igreja, quando os pagãos se convertiam e recebiam o Batismo, e, com ele, a vida espiritual. Eram também denominados de pais espirituais, porque cuidavam da formação espiritual de seus afilhados. Além do mais, em época de guerra, poderiam substituir os genitores na dura tarefa de educar os filhos na fé cristã. No caso de neófitos (adultos recentemente convertidos a Cristo pelo batismo), os pais espirituais exerciam um preponderante papel no acompanhamento prático da doutrina católica. Isso era tão sério que chegavam a ser, na maioria das vezes, os mesmos padrinhos na Confirmação (Crisma),hoje não é necessário.

    2. Padrinhos
    No que se refere aos critérios da Igreja Católica Apostólica Romana para a escolha de padrinhos e madrinhas, A Introdução Geral do Ritual do Batismo, n◦ 10, diz: “O padrinho e a madrinha tenham maturidade para desempenharem esse oficio; estejam iniciados nos três sacramentos da iniciação cristã, do Batismo, da Crisma e da Eucaristia; pertença à Igreja Católica e pelo Direito não estejam impedidos de exercer tal oficio.

    3. Orientações do Código de Direito Canônico para padrinhos de adultos
    De acordo com o Código de Direito Canônico: “Ao batizado, enquanto possível, seja dado um padrinho, a quem cabe acompanhar o batizando adulto na iniciação cristã . Cabe também a ele ajudar que o batizado leve uma vida de acordo com o Batismo e cumpra com fidelidade as obrigações inerentes” (cânon 872). Também é possível apenas um só padrinho ou uma só madrinha ou também um padrinho e uma madrinha (cânon 873). Em outras palavras, a escolha do padrinho é facultativa. Embora a maioria absoluta escolha pelas normas da Igreja, apenas um padrinho ou uma madrinha.

    4. Pré -requisitos para escolha de padrinho ou madrinha
    Em relação ainda aos pré-requisitos na escolha, o padrinho e a madrinha devem ter 16 anos de idade (pelo menos), serem católicos, confirmados (ou crismados), tendo recebido o sacramento da eucaristia e levar vida de acordo com a fé e o encargo que vão assumir (ter coerência entre fé proclamada e vida diária); não se encontrarem atingidos por nenhuma pena canônica*,; que não seja pai ou mãe do batizando (cânon 874).

    5. Casais em situação irregular
    No que tange aos casais que vivem numa união irregular, o Catecismo da Igreja diz que “existe união livre quando o homem e a mulher se recusam a dar uma forma jurídica e pública a uma ligação que implica intimidade sexual” (Catecismo da Igreja Católica, nº 2390). O Catecismo condena este tipo de união, ao dizer que: “A união carnal não é moralmente legítima, a não ser quando se instaura uma comunidade de vida definitiva entre o homem e a mulher” (Catecismo da Igreja Católica, nº 2391). Em conformidade com a doutrina da Igreja, a união carnal não é legítima, a não ser que se instaure um consórcio de vida perpétuo entre um varão e uma varoa. Tal relação é reconhecida pela Igreja, somente se houver o consentimento matrimonial, segundo as suas normas. Caso contrário, é uma união irregular.


    O diretório diocesano não autoriza quem tem impedimento a ser padrinho ou madrinha de Batismo e a receber sacramentos.

    6. São impedimento aos sacramentos: união estável, homoafetiva, segunda união, divorciado que tenha relacionamento estável com parceiro, namorado que tenha relacionamento intimo etc.

    Observação: A Igreja católica acolhe a todos que desejam conhecer melhor sua doutrina e sempre está disposta a orientar e ajudar aos que a procuram com o forte proposito de mudança de vida.

    Estamos à disposição para eventuais esclarecimentos.

    A paz!

    Coordenação da Catequese

  • Inscrições ENCERRADAS para a Catequese de Adultos (Acima de 18 anos), com encontros às segudas das 20 às 22:30h.

     

    Abaixo listamos os documentos necessários para efetivação da sua inscrição:

    - Uma Foto 3x4
    - RG ou Certidão de Nascimento (cópia simples);
    - Comprovante de de Batismo (cópia simples);
    - Comprovante da 1ª Comunhão (cópia simples).

    A Secretaria da Catequese estará de recesso no mês de Julho. Por este motivo, estaremos recebendo os documentos e taxa apenas nas datas:

    - 04/08 (Sábado) das 8:30h às 11h;
    - 06/08 (Segunda) das 19 às 20h;

    * Os sacramentos recebidos deverão ser comprovados mediante apresentação dos comprovantes. Mesmo adultos que não receberam os sacramentos, poderão participar do processo de formação.

     

    Os encontros serão iniciados em 06/08 às 20h, com previsão de sacramento para Maio/2019. 

    O calendário com completo será divulgado apenas no início dos encontros.

     

    Coordenação da Catequese.